O procedimento de montagem de andaimes pode variar de acordo com o tipo de material e fabricante. Deverá, em qualquer circunstância, consultar o manual do fabricante e seguir à risca o procedimento descrito. O que aqui será exposto neste artigo possui um carácter meramente exemplificativo.

Existem vários tipos com metodologias de implementação específicas. Os andaimes fixos, os andaimes de rodas, os andaimes suspensos e os andaimes mistos. Existem, também, tipologias distintas como o material de fachada e o multidirecional, mais adequado à industria.




Procedimento de montagem de andaimes:

O Processo de montagem do andaime começa pela preparação da base. Nesta fase é fundamental a verificação do tipo de solo quanto à sua consistência, resistência e quanto ao seu nivelamento . Recorrendo a bases ajustáveis , consegue-se contornar algum risco que possa decorrer da irregularidade ou desnivelamento do piso.

Em relação à consistência do solo, quando este suscita alguma reserva, é procedimental a consulta de um técnico especializado para aferir a sustentabilidade do mesmo. Geralmente a solução passa por colocar estruturas mais amplas (Ex. Tábuas, para distribuir o peso do andaime por uma área maior).

Após a colocação da bases são colocados os prumos (peças Vertivais), nas quais se engatam as travessas e as diagonais. Nesta fase deve-se recorrer a dispositivos de medição calibrados, neste caso um nível, para aferir o nivelamento da estrutura. No topo desta são colocadas chapas ou alçapões com escada criando a plataforma de trabalho. Depois, colocando as proteções coletivas ( guarda corpos e rodapés) e procedendo à amarração, a estrutura base de um andaime fica completa.

Deve consultar sempre o manual do seu fornecedor, pois este procedimento genérico poderá não ser aplicável por esta ordem.

De qualquer forma, listamos, passo a passo, o procedimento de montagem de andaimes que se poderia standart.

Procedimento de montagem de andaimes passo a passo:

1- Realizar o estudo prévio da planta para envio de materiais;

2- Proceder à montagem e desmontagem segundo as instruções do fabricante (esquema de montagem);

3- Verificar se as zonas de apoio do andaime, são resistentes à pressão que sobre elas vai exercer: devem ser duros e estáveis.Qualquer dúvida a respeito da capacidade de resistência do solo ou zonas de apoio do andaime e da capacidade de resistência da estrutura, é motivo suficiente para suspender a montagem até que um técnico competente resolva o problema;




4- Fazer a distribuição dos niveladores e inicializadores e antes de apertar as cunhas e colocar os
prumos, deve-se nivelar a estrutura;

5- Verificar se a distância máxima entre níveis de plataformas é de 2,0 m. Devem estar protegidos com barras guarda-costas a 0,5 e 1,0 m de distância, se os topos devem estar fechados com protecções e envolvidos com rodapés com uma altura mínima de 15 cm.

7- Quando a estrutura não cumpre a regra da auto-estabilidade devem existir amarrações a estruturas sólidas (pilares, vigas, lajes, etc.) As amarrações são colocadas de 5 em 5 m na horizontal em prumadas alternativas e na vertical de 6,0 m em 6,0m em altura em todas as prumadas;

6- O acesso aos vários níveis de trabalho deve realizar-se por escadas interiores;

7- As plataformas de trabalho devem ter no mínimo de 60 cm de largura;

8- Não abandonar materiais ou ferramentas no andaime;

9- A circulação pelo andaime deve ser livre e contínua;

10- Ter em consideração as capacidades de carga que obrigatoriamente são indicadas nas plataformas;

11-Não descarregar cargas de forma violenta sobre o andaime;

12- Verificar regularmente os pontos de fixação do andaime à fachada (é muito frequente os utilizadores do andaime retirar pontos de fixação para lhes facilitar o trabalho;

13- Antes de iniciar os trabalhos de utilização do andaime o responsável pela segurança na obra de verificar a correta montagem do andaime.

Recomendações gerais relativas à segurança das amarrações à fachada.

  •  Montar as amarrações uniformemente distribuídas ao longo de toda a fachada de andaime;
  • No último nível do andaime é importante colocar amarrações em todos os prumos verticais;
  • Recomenda-se a colocação dos fixadores de andaime no prumo vertical;
  • Quando não for possível colocar o mais próximo dos mesmos;
  • Para andaime com menos de 30 m de altura, e sem nenhum tipo de recobrimento, em geral é necessário uma amarração em cada 24m² e para andaime com recobrimento em rede permeável ao vento, as amarrações são colocadas em cada 12 m²:
  • Para andaime com alturas superiores a 30m ou para recobrimentos mais densos é necessário realizar cálculos específicos;
  • As diagonais devem ser colocadas de 4 em 4 módulos de andaime;
  • Após a execução da base a elevação do andaime é realizada com os executantes a assumirem a seguintes funções e localizações: os ajudantes estão geralmente ao nível do solo a organizar e encaminhar o material para os pisos intermédios, onde estão posicionados os montadores. No topo do andaime encontra-se o chefe de equipa, que vai aplicando o material na construção do andaime , à medida que o recebe dos pisos inferiores;
  • À medida que cada piso é concluído, são colocados os guarda corpos e os rodapés. Por fim é realizado o escoramento final, ainda que, sendo possível, o andaime deverá ser escorado em níveis intermédios.

A execução do andaime deverá sempre obedecer às prescrições procedimentos próprios do fornecedor/fabricante de cada tipo ou marca de andaime.

Se gostou do artigo sobre o procedimento de montagem de andaimes, leia também: